• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
    • gefron
    • rafael paint
    • pastoral 2
    • agrotoxico
    • País gastou R$ 80 bilhões em benefícios acidentários de 2012 até hoje
    • MPT abre inscrições para estágio na área de Tecnologia da Informação
    • Empresa de Sapezal é condenada em ação do MPT por irregularidades no trabalho em altura
    • MPT vai apurar acidentes ocorridos com máquina de embalagem em panificadora
    • Audiência pública debate impactos dos agrotóxicos em Mato Grosso
    • MPT entra na Justiça contra empregador que descumpriu três TACs desde 2015
    • Campanha criada pela ANPT quer a valorização do Ministério Público do Trabalho
    • Trabalho Infantil é tema de palestra em faculdade em Sinop
    • MPT participa de seminário em Alta Floresta e debate direitos das mulheres
    • Empregado submetido a condições degradantes de trabalho por mais de 10 anos consegue reparação na Justiça
    • MPT-MT tem novo horário de funcionamento
    • Parceria entre MPT e Sesp viabiliza pontos de monitoramento com câmeras OCR para intensificar fiscalização na fronteira
    • MPT lança Manual de Boas Práticas para promoção de igualdade de gênero no trabalho
    • MPT quer garantir cumprimento de normas de saúde e segurança em supermercados de Cuiabá e VG
    • MPT em Mato Grosso tem novo procurador-chefe
    • Parceria entre MPT e Escritório da ONU viabilizará reforma do Centro de Pastoral para Migrantes de Mato Grosso
    • MPT e IFMT firmam parceria para implantar projeto de fazenda agroecológica
    • Grupo econômico familiar de MT é condenado a pagar R$ 6 milhões por trabalho escravo

    Audiência pública debate impactos dos agrotóxicos em Mato Grosso

    12/04/2019 - O Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso (MPT-MT) participou, na última quinta-feira, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, da audiência pública ‘Os impactos dos agrotóxicos na saúde e no meio ambiente de Mato Grosso’. Presidida pelo deputado Lúdio Cabral, a mesa foi composta pelo professor doutor Wanderlei Pignati, do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), pela representante da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, Francileia Paula de Castro, pelo promotor de Justiça Daniel Balan Zappia, da 2ª Promotoria de Justiça Cível de Diamantino, e pelo procurador-chefe do MPT-MT, Rafael Mondego Figueiredo.

    Imprimir

    • banner abnt
    • banner transparencia
    • banner pcdlegal
    • banner mptambiental
    • banner trabalholegal
    • banner radio
    • Portal de Direitos Coletivos