• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Notícias
  • Portal do MPT agora conta com Lista Suja do Trabalho Escravo
  • rafael paint
  • pastoral 2
  • trabalho escravo
  • Logomarca-do-Ministrio-Pblico-do-Trabalho-MPT
  • agrotoxico
  • Forum II
  • MPT-MT tem novo horário de funcionamento
  • MPT quer garantir cumprimento de normas de saúde e segurança em supermercados de Cuiabá e VG
  • MPT em Mato Grosso tem novo procurador-chefe
  • Parceria entre MPT e Escritório da ONU viabilizará reforma do Centro de Pastoral para Migrantes de Mato Grosso
  • Flagrantes de trabalho escravo chegam a 1.723 em 2018
  • MPT obtém liminares contra Município de Sorriso e cooperativas responsáveis pela manutenção de iluminação pública e coleta de lixo
  • MPT divulga balanço das ações de 2018
  • Comitê formado por MPT, TRT e OAB destina mais de R$ 2 milhões a projetos sociais
  • MPT lança cartilha sobre violência contra a mulher no mercado de trabalho
  • MPT e IFMT firmam parceria para implantar projeto de fazenda agroecológica
  • Usina de Jaciara é condenada em cinco ações do MPT e pagará no total R$ 1,3 mi por danos morais coletivos
  • JBS de Colíder pagará R$ 1 mi de indenização por danos morais coletivos e dumping social
  • Grupo econômico familiar de MT é condenado a pagar R$ 6 milhões por trabalho escravo
  • MPT em Quadrinhos: nova edição aborda os 30 anos da Constituição
  • Trabalhadores do Ceará transportados em baú de caminhão são resgatados em Sinop
  • Resultado de pesquisa na Bacia do Juruena é divulgada em reunião do Fórum Mato-Grossense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos

Portal do MPT agora conta com Lista Suja do Trabalho Escravo

A publicação é de responsabilidade do Ministério do Trabalho e evidencia empresas que submeteram trabalhadores a essa condição.

03/12/2018 O Ministério Público do Trabalho (MPT) passa a disponibilizar a publicação atualizada do Cadastro de Empregadores flagrados com mão de obra análoga à de escravo no portal da Instituição. A publicação da chamada Lista Suja é de responsabilidade do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

A iniciativa tem como intuito dar maior visibilidade ao documento, que agora também pode ser acessado na página inicial do site do MPT, em banner acessível no canto direito da parte inferior.

O Cadastro de Empregadores flagrados com mão de obra análoga à de escravo é formado por 205 nomes de pessoas físicas e jurídicas pela prática do crime. Segundo o documento, entre 2005 e 2018, cerca de 2.392 trabalhadores foram submetidos a condições degradantes.

Fonte: PGT

Imprimir

  • banner abnt
  • banner transparencia
  • banner pcdlegal
  • banner mptambiental
  • banner trabalholegal
  • banner radio
  • Portal de Direitos Coletivos